19/06/2012






Adoro Byke e já comentei diversas vezes aqui no blog.
É uma pena que no meu bairro seja um local tão difícil de pedalar, e é mais chato ainda as pessoas não terem o costume de fazer atividade física, às vezes chego a ir pedalar sozinha 🙁 e é um saco.
Devido a essa falta de entusiasmo do pessoal e também por conta do trânsito insuportável que está nesta cidade, o governo está incentivando a população a tirar a bicicleta do quartinho.

As “laranjinhas” do projeto Bike Rio estão pedalando para São Paulo.
Agora quem mora na capital paulista contará com o Bike Sampa: que é um projeto que visa contribuir com a mobilidade urbana. Dizem que ao final de três anos contará com 300 estações e 3 mil bicicletas instaladas e disponibilizadas em diversos pontos da cidade.
A primeira fase do projeto contará com estações na Vila Mariana e centro expandido da cidade de São Paulo: Paraíso, Jardins, Jardim Europa, Vila Clementino, Moema, Vila Nova Conceição, Brooklin e Vila Olímpia.

O projeto tem a idéia de introduzir a Bicicleta na vida da população como um Transporte Público saudável e não poluente; Combater o sedentarismo da população e promover a prática de hábitos saudáveis; Reduzir os engarrafamentos e a poluição ambiental nas áreas centrais das cidades; e promover a humanizãção do ambiente urbano e a responsabilidade social das pessoas.

Funciona da seguinte forma:
É preciso pagar a habilitação através de cartão de crédito no site Byke Sampa e após pagar você fica habilitado para utilizar a byke em qualquer lugar. Através de uma ligação para central ou do aplicativo instalado no celular, você consegue ver aonde tem uma bicicleta disponível para retirada, informa a posição da bicicleta, e zaaaaaas ela acende a luz verde e fica liberada para retirada. Pelo que entendi é feito tudo via sistema.
Os primeiros 30 minutos são gratuitos mas depois tem acréscimo de R$ 5,00 por cada meia hora utilizada.

É um ótimo incentivo.
O Sistema Bike Sampa é composto de Estações inteligentes, conectadas a uma central de operações via wireless, alimentadas por energia solar, distribuídas em pontos estratégicos da cidade de São Paulo, onde os Clientes cadastrados podem retirar uma Bicicleta, utilizá-la em seus trajetos e devolvê-la na mesma, ou em outra Estação.

Veja também: Bike Sampa





Nenhum comentário em “Bike Sampa Projeto Banco Itaú”


Deixe seu comentário: